bombeirodedeus

Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

posts recentes

A BEM DA HUMANIDADE

Quero ser bombeiro até mo...

DIA INTERNACIONAL DO BOMB...

Em honra de todos os meus...

Sinto orgulho de ser Mãe ...

Obrigado filho, por teres...

A triste realidade... se ...

O drama de um Bombeiro...

A essênçia de um Bombeiro...

BOMBEIRO

pesquisar

 

arquivos

Setembro 2013

Junho 2012

Maio 2012

Maio 2011

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Domingo, 29 de Julho de 2007

ICE...Em caso de emergência...

O INEM e Bombeiros deram-se conta que muitas vezes, nos acidentes rodoviários, os feridos trazem consigo um telemóvel. No entanto, na hora de intervirem, não se sabe a quem contactar da lista interminável de números. Lançam-nos por isso a ideia de que toda a gente acrescente na sua agenda o nr de telefone da pessoa à qual contactar em caso de urgência sob o mesmo nome. O nome internacional é ICE (= In Case of E mergency). Com este número inscreveremos a pessoa com a qual deverão contactar os bombeiros,polícias, INEM, protecção civil.....Quando houver várias opções poderemos assinalá-las como ICE1, ICE2,>ICE3, etc. É simples, não custa nada e pode ajudar-nos muito!
Passem esta mensagem ao maior número de pesssoas!

publicado por bombeirodedeus às 23:18

link do post | comentar | favorito
Sábado, 21 de Julho de 2007

O que significa ser Bombeiro...

Ser Bombeiro é ter um coração enorme pulsando dentro do peito.

É sentir o sangue correr nas veias alucinado toda vez que alguem precisa de nós.
É fazer o resgate de um desconhecido com o mesmo carinho com que se pega o filho no colo.

É amar o próximo como amamos a nós mesmos.

É nos emocionar-mos após cada salvamento.

É estar preparado diariamente para o desconhecido ou imprevisível.

É ser um super-homem sem super poderes.
E tudo isso sem querer nada em troca.

É por isso que amo minha profissão, adoro ser Bombeiro.

publicado por bombeirodedeus às 23:52

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 20 de Julho de 2007

Velhos são os trapos!!!

O velho Bombeiro permanecia no seu local de serviço, no quartel momentaneamente vazio, enquanto todo o Corpo de Bombeiros estava ausente num incêndio para o qual deslocaram todo o material disponível.
Enquanto lia o jornal, a sua mente voava por outras paragens e outros tempos.
Tempos em que, na plena posse das suas faculdades, enfrentava o fogo com toda a valentia, dominando as chamas a jactos de água, regressando ao seu quartel com a cara mascarrada mas sorridente de orgulho.
Tempos em que conduzia os auto-tanques a velocidades alucinantes pelas ruas da cidade, fazendo soar uma angustiante sirene.
Hoje, com cicatrizes marcadas a fogo no seu peito, via outros bombeiros acorrer com respeito, mas muito melhor equipados, às mesmas chamas que ele em tempos apagava com os meios rudimentares de que então dispunha.
Outros tempos, pensava...
De repente...
O pressentimento... um sexto sentido que, inconscientemente, o levou a levantar-se daquela secretária e assomar à porta do quartel.
Havia um incêndio na vizinhança. Um incêndio localizado, é certo, mas que destruiria tudo em pouco tempo se ninguém lhe deitasse a mão.
Olhou para dentro do quartel. Não havia meios disponíveis, a não ser um velho auto-tanque que ele gostava de manter limpo e funcional, não só pelo valor sentimental que para ele representava mas também porque lhe permitia matar algum tempo mergulhado nessa nostalgia.
Encheu o tanque de água, vestiu um fato anti-fogo e acorreu ao incêndio.
De repente, sentiu-se outro... A pé firme, o nosso homem manteve a mangueira apontada à base das chamas sem que um só músculo vacilasse.
Sentiu de novo aquela adrenalina própria dos momentos de risco. Os seus olhos brilharam de excitação. O seu peito arfava de gozo por enfrentar o perigo.
E o sorriso ... aquele sorriso de vitória, primeiro, e orgulho, depois, assomou à sua cara enrugada mas de feições firmes.
Dominadas as chamas e feitos os trabalhos de rescaldo, tornou de regresso ao quartel ainda vazio, onde entrou com o mesmo sorriso que antigamente iluminava a sua cara.
Arrumou o velho auto tanque no seu canto escuro... e deu uma pequena palmada no "capot", como se acariciasse um nobre cavalo.
Surpreendido, ouviu dois ou três ligeiros estalitos no motor... como se o velho auto tanque agradecesse ter voltado à actividade, nem que fosse por poucas horas...
Com o seu sorriso de orgulho de orelha a orelha, o velho bombeiro retornou à sua secretária e continuou a ler o seu jornal.

Estava vivo. E tinha cumprido o seu dever, uma vez mais.

publicado por bombeirodedeus às 00:13

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 18 de Julho de 2007

Despiste de avião da TAM.

O Airbus 320 da TAM derrapou ao fazer a aterragem no aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, e atravessou a movimentada Avenida Washington Luís, embatendo contra o edíficio da própria companhia aérea.

O corpo de bombeiros começou de imediato a lutar contra as chamas e equipas de primeiros socorros apressaram-se a chegar ao local.

As autoridades brasileiras admitem que todos os 186 passageiros e tripulantes do avião morreram quando o avião se despistou durante a aterragem, atravessando uma das principais avenidas de São Paulo e colidindo com quatro edifícios, antes de explodir.

De acordo com as autoridades, já foram recuperados 25 corpos queimados do meio dos destroços do Airbus-320 da TAM. Outras 15 pessoas em terra morreram no embate do avião com os edifícios próximos do aeroporto.

Este foi o mais grave acidente aéreo registado no Brasil e o segundo grande desastre com aviões no país em menos de um ano.

A zona circundante ao aeroporto de Congonhas, em S. Paulo, ficou coberta com fumo.

Fonte: Lusa/SOL

Quero deixar aqui bem expresso, as minhas mais sinceras condolências ás familias das vitimas.

publicado por bombeirodedeus às 18:53

link do post | comentar | favorito

Soldado do Fogo!!!

Sonhando em ser herói
O meu primeiro brinquedo foi um camião!
Sua cor era da cor do líquido que bombeia o coração.
Coração que bate forte quando deparo com a morte
Cumprindo a minha missão.

Ouvindo o brado-geral que determina o dever,
Sinto que vidas precisam de mim para sobreviver
Cada segundo perdido na trajetória vital,
Talvez seja o decisivo para alguém ficar vivo
Ou mesmo ser removido para o primeiro hospital.

Por vezes, a vida me cabe amparar nas mãos
Fazendo-me feliz, esqueço as contradições...
Contradições que por vezes faz o herói desabar
Ao ver que, nos acidentes, matérias de vidas
No meio das ferragens torcidas tenho que resgatar.

O fogo que queima e devora não me permite atrasar!
É o sinistro dantesco que é o meu dever debelar...
Um animal indefeso que em perigo iminente
Cola-se às vidas humanas fazendo-me dependente
E, no final do resgate, trago alento aos parentes.

Se de herói por vezes sou aclamado!
A impossibilidade do êxito me deixa desolado.
Eu queria estar presente antes do acontecer
Os infortúnios desta vida,
que me fazem também sofrer.
Sou humano e também sinto, presenciando o padecer.

Se ser Bombeiro é ser paladino da vida!
Ser Bombeiro é uma missão divinal;

Se ser Bombeiro é vida por vida!
Ser Bombeiro é ser um ser especial;

Se a chegada do Bombeiro é sinal de esperança!
Em ser Soldado do Fogo...
Eu realizei o meu sonho de criança!
publicado por bombeirodedeus às 17:15

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 16 de Julho de 2007

Maior aerotanque anfíbio do mundo entra em acção!!!

 

Dois aviões russos Beriev Be-200, com capacidade para 12 mil litros de água, considerados os maiores anfíbios do mundo no combate aos fogos...-

vão ser hoje apresentados pelo Ministro da Administração Interna, Rui Pereira, na base aérea de Monte Real, Leiria. As aeronaves, que o Governo ainda ponderou adquirir no ano passado, foram alugadas por ajuste directo à Aeronova, representante em Portugal da empresa russa Beriev.

Estes dois aparelhos pesados são os que faltavam para que fosse cumprida a Directiva Operacional contra Incêndios, apresentada em Maio: 52 aeronaves, entre as quais quatro aviões pesados (dois Canadair CL-415C e dois Beriev Be- -200ES), 34 helicópteros (20 ligeiros, oito médios e seis pesados) e oito aviões aerotanques ligeiros e seis médios.

O Be-200 é considerado o maior anfíbio de combate aos fogos. Transporta 12 mil litros de água, embora só possa carregar nove mil na primeira descolagem. O grande porte, com 32,05 metros de comprimento e 31,88 de envergadura, limita a 13 os pontos de água onde pode carregar os tanques, com claras lacunas na zonas central e interior do país. No entanto, está preparado para abastecer no mar, com uma ondulação até 1,2 metros.

No ano passado um destes aviões fez testes operacionais em Portugal. A 6 de Julho sofreu, inclusive, um acidente quando tentava descolar, após reabastecimento na barragem da Aguieira, chocando contra a copa de umas árvores. Provocou um incêndio que envolveu cem bombeiros e ficou com uma asa danificada.

Nessa altura, a protecção civil italiana divulgava um relatório com o resultado dos testes realizados por uma daquelas aeronaves na zona da Sardenha, durante dois anos. As autoridades transalpinas apontaram dificuldades do aparelho em operar em terreno montanhoso, recusando a compra.

O Governo português, na mesma altura, ponderava comprar quatro Beriev, servindo esse negócio para que a Rússia abatesse em cerca de 90 por cento uma dívida a Portugal no valor de 63 milhões de euros. A ideia foi abandonada.

No seguimento, em Maio deste ano, o Governo abriu um concurso internacional para o aluguer de duas aeronaves que suportassem acima dos dez mil litros de água. Ou seja, à medida dos Beriev, os únicos com tais capacidades. Concorreram a Beriev, através da Aeronova, e a empresa portuguesa Aeronorte, ganhando esta o concurso.

Tanto a Beriev como a Aeronorte concorreram com o mesmo aparelho, o Be-200, e os procedimentos do concurso ficaram marcados por reclamações e contra-reclamações das duas empresas, atrasando a decisão sobre o vencedor por duas vezes. O Governo optou, então, pelo ajuste directo.

Na acta final, a Beriev deixou claro que não autorizaria a Aeronorte a alugar os aparelhos. Segundo Rui Pereira , o contrato agora firmado, com a Aeronova, resultou de um entendimento entre o grupo russo, o Governo e a Aeronorte, sem dar pormenores. Os valores em causa deverão ser hoje conhecidos.

 Fonte: Diário Notícias

publicado por bombeirodedeus às 14:19

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Julho de 2007

Bombeiros ignoravam o risco que corriam!!!

Muitas pessoas dizem depois de ocorrer um acidente com bombeiros “que houve falta de cuidado, que podia ter sido evitado o acidente etc.”, mas esquecem-se que o bombeiro quando vai para uma situação de catástrofe, só pensa em salvar vidas, mesmo sabendo o risco que corre.

Faz parte da formação do bombeiro que todo o trabalho desenvolvido num sinistro tem que estar interligado entre a equipe que está a fazer busca e salvamento, ou a que está em combate ao fogo e o comandante das operações que é quem dá uma ajuda preciosa do lado de fora.

Nós sabemos que na prática muitas vezes isso não acontece, ou por dificuldade nas comunicações, ou o que é mais frequente, equipamentos de comunicação em mau estado ou mesmo inexistentes.

Por tudo isto muitas vezes os bombeiros são tão vitimas como as que tentam salvar porque não têm noção do que se passa cá fora.

Achei interessante este artigo e voltando a relembrar o 11 de Setembro aqui fica um exemplo do que pode acontecer aos bombeiros no cumprimento da sua missão. 

                                                

  Depoimentos recém-divulgados mostram que as ordens não chegaram a todos; urgência era desconhecida
Entre a queda da Torre Sul e a da Torre Norte, os bombeiros de Nova York tinham 29 minutos para sair do World Trade Center. Quem não o fizesse, morreria.

Dentro da Torre Norte, no entanto, quase nenhum bombeiro percebeu a urgência da situação. Não faziam idéia de que a Torre Sul acabara de ruir.

Tampouco de que seus comandantes, na rua, e pilotos de helicópteros, no céu, tentavam dizer-lhes que a queda do prédio onde estavam era certa.
Até o mês passado, a dimensão do isolamento em que se encontravam esses bombeiros era um segredo. A situação veio à tona quando a Justiça mandou divulgar os depoimentos daqueles que atuaram no 11 de Setembro.
Os relatos trazem uma versão muito mais sombria do que aquela apresentada pelo prefeito Michael Bloomberg e por seu antecessor, Rudolph Giuliani.
Os dois disseram que
muitos dos bombeiros na Torre Norte sabiam o risco que corriam, mas ficaram no prédio pelos civis. Eles não citaram um detalhe repetido à exaustão nos depoimentos: que os bombeiros "não tinham noção" da realidade, não podiam ver o que acontecia fora da torre.

Mesmo depois de a Torre Sul cair, quando havia poucos civis nos andares mais baixos da Torre Norte, filas e filas de bombeiros descansavam no lobby e no 19º andar enquanto o tempo se esvaía. Embora não haja dado oficial sobre onde estavam os 343 bombeiros que morreram nos trabalhos de resgate, o exame dos depoimentos, dos relatórios federais e dos documentos de agências oficiais sugerem que cerca de 200 perderam a vida na Torre Norte ou a seus pés.
Dos 58 que escaparam e relataram sua experiência, só quatro sabiam que a Torre Sul havia caído antes de deixar o prédio. Só três receberam alertas pelo rádio de que a Torre Norte estava condenada. E parte dos que ouviram as ordens para esvaziar o prédio ainda não sabe se elas eram para eles.
"Nem no meu sonho mais louco imaginei essas torres caindo", disse o bombeiro David Sandvik
.

Na Torre Norte, a queda da Torre Sul foi ouvida, mas não foi vista; foi sentida, mas não compreendida. As escadarias não tinham janelas. O sinal dos rádios ia e vinha. Poucos sabiam que um avião atingira o outro prédio.
Embora o fato de os bombeiros terem adiado sua saída para salvar os civis seja endossado pelos relatos, ele perde a força como explicação para tantas mortes.
Os depoimentos não trazem, no entanto, explicação clara para o isolamento dos bombeiros no prédio -se foi por problemas no sistema de comunicação por rádio, falhas na estrutura do Corpo de Bombeiros ou perda do controle por parte dos comandantes. Alguns dizem ter recebido ordens pelo rádio para deixar o prédio, outros descrevem com palavrões o equipamento. Ainda assim, os relatos preenchem lacunas.

Da rua, o chefe do Corpo de Bombeiros, Peter Ganci, disse duas vezes para seus homens deixarem a Torre Norte, segundo Albert Turi, mas não se sabe se alguém lá dentro o ouviu. Nem mesmo Turi, a metros de distância, pôde ouvir a ordem no rádio.
Ainda assim, em dado momento, a ordem chegou ao 27º andar, onde vários bombeiros descansavam, incluindo Michael Wernick. "Eu sabia que, naquele momento, não havia urgência em deixar o prédio", disse ele. O entrevistador pergunta: "Você acha que alguém a sua volta tinha noção de que o outro prédio caíra?". Wernick responde: "Não". 

Três pessoas disseram ter visto cerca de cem bombeiros descansando no 19º minutos antes de o prédio cair.
Falando abruptamente, sem a aura mística que tomou boa parte do que foi relatado sobre o 11 de Setembro,
alguns bombeiros se indagaram por que foram enviados para extinguir um fogo difícil de domar a 300 metros do chão.
"Acho que, se o prédio tivesse caída uma hora depois, teríamos uns mil bombeiros aqui", disse Timothy Marmion. "Se caísse três horas depois, seríamos 10 mil bombeiros nesses prédios."
Se os prédios não tivessem caído, os bombeiros, carregados de equipamentos, levariam quatro horas para chegar aos pisos mais altos. "Somos tão vítimas quanto todos naquele prédio", disse o bombeiro Derek Brogan. "Não tivemos nem chance de apagar o fogo, que era tudo que estávamos tentando fazer." 
   

publicado por bombeirodedeus às 14:03

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 10 de Julho de 2007

Bombeiro voluntario, profissão de risco!!!

 

"A chefe de serviço de pneumologia..., Cecília Longo, criticou  a inexistência de um "sistema de saúde específico" para os 40.000 bombeiros voluntários portugueses que nem sequer são considerados "profissionais de risco".

À margem da 1.ª Conferência Nacional sobre a Saúde do Bombeiro, em Oeiras, Cecília Longo alertou para o facto de "os bombeiros estarem sujeitos, a problemas específicos de saúde", nomeadamente, a nível da função respiratória e cardiovascular.

O stress pós-traumático, os riscos de contágio de hepatite e SIDA registados quando prestam "cuidados hospitalares e contactam com sangue e objectos contaminados" foram outros exemplos de risco para os bombeiros apontados pela especialista.

Como medida de prevenção, nomeadamente no âmbito respiratório, "o uso de protecções respiratórias é importante", defendeu."Não podemos continuar a assistir aos nossos bombeiros sem protecção térmica, sem protecção respiratória a combaterem fogos", apesar de o fazerem no combate aos incêndios urbanos.

Uma equipa de profissionais ...(Cecília Longo, António Salema e Cristina Vieira) iniciou uma investigação inédita sobre os riscos da exposição ao fumo na saúde dos 40 mil bombeiros voluntários portugueses.Actualmente, apenas os bombeiros profissionais são vigiados no que toca aos danos para a saúde que resultam da exposição ao fumo.

O estudo, que arranca simbolicamente no âmbito desta Conferência Nacional, visa testar inicialmente a função respiratória dos bombeiros voluntários e, posteriormente, os factores cardiovasculares.
Embora não existam estudos epidemiológicos sobre a prevalência de problemas respiratórios ou cardiovasculares em bombeiros portugueses, "estudos internacionais indicam que há mais problemas [nestas áreas] nestes profissionais do que na população em geral", explicitou a clínica.A longo prazo, a inalação do fumo é susceptível de diminuir a capacidade respiratória destas pessoas, que poderão vir a sofrer, nomeadamente, de Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC), adiantou Cecília Longo, que criticou também que os bombeiros não sejam "considerados uma profissão de risco, o que vai contra todos os estudos internacionais".Além do risco inerente à actividade, o facto de muitos bombeiros voluntários usarem os sistemas de apoio à respiração em incêndios urbanos, mas não nos rurais, "porque muitas vezes é incómodo", contribui para uma maior exposição ao fumo.

publicado por bombeirodedeus às 21:05

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Domingo, 8 de Julho de 2007

Quero ser Bombeiro...

"Quero ser bombeiro!" - esta é a resposta imediata de uma criança de 4 anos quando lhe perguntam:"O que queres ser quando fores grande?".
Seria comum ouvirmos um rol de actividades e profissões.

Quando todos dizem querer ser professores, médicos, enfermeiros, etc.,esta criança tem no imaginário apenas uma imagem e uma ideia,ser bombeiro.

Aquele imaginário vive povoado de "carros vermelhos, que fazem barulho, sirenes que tocam" fantasiando um mundo de cores e de sons.
É apenas o imaginário? Não sei, pois a mesma criança, passados 4 anos,continua a responder prontamente e sem hesitação:Quero ser Bombeiro!
Será que temos mais um soldado da paz a crescer? Só o futuro o dirá.
E ainda que por vezes seja difícil, principalmente naqueles momentos de desânimo, e acredito que sejam alguns nas lutas constantes do dia-a-dia,é desta certeza que precisamos.

Encarar o futuro com esperança que seremos mais a lutar por um ideal, com um brilho no olhar tal como o desta criança quando vê uma ambulância ou quando responde:

"QUERO SER BOMBEIRO!"

publicado por bombeirodedeus às 22:25

link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito

Aos Nobres Irmãos Bombeiros!!!

 

Para ostentar a farda de Bombeiro é preciso ter muito mais do que só sonhos, é preciso coragem para ir onde ninguém quer ir, para pôr em risco a vida, por pessoas que nunca se viu, é preciso sangue-frio para manchar a farda com sangue das mesmas pessoas que ontem criticavam as nossas acções e zelar por sua vida como sendo a mais importante de todas, é preciso saber que a mesma mão ensanguentada que se estende em busca de socorro, dificilmente virá a estender-se de novo em sinal de agradecimento.

Para ser Bombeiro, não se pode gostar de Natal, nem de Páscoa, de Ano Novo ou de Carnaval, porque enquanto o mundo festeja, os nossos olhos precisam permanecer atentos e a alma pronta sempre velando pela segurança daqueles que estão sob nossas asas.
É preciso ter paciência e saber que a prevenção é sempre mais eficiente e embora as estatísticas não registem incêndios e acidentes que não ocorrem, aprende-se somente com o passar dos anos, que não há nenhuma glória em combater um incêndio que poderia ter sido evitado.

Para ser Bombeiro o corpo precisa saber que não há diferença entre a madrugada fria, ou o verão quente, entre a água e o fogo, todos se igualam ao som das sirenes.

Para ser Bombeiro, tem que gostar de química, entender um pouco de física, gostar de camiões, entender como funciona o corpo humano, saber conversar com o fogo e com a água, mas principalmente tem que gostar de gente, saber que nem todas as estrelas do céu valem uma vida humana e para salvá-la, tudo o que se tem será posto á disposição, inclusive a vida do Bombeiro.

Para ser Bombeiro, é preciso saber que não se vai ficar rico, que se vai trabalhar muito, que os fracassos serão fantasmas que nos vão perseguir por toda a existência e o sucesso são nuvens que se dissipam com o anoitecer.

Para ser Bombeiro é preciso ser abnegado, um apaixonado por aquilo que faz, porque dentre os milhares de Bombeiros que já conheci, jamais vi algum, que tenha, mesmo que por um minuto só, se arrependido da opção que fez.

publicado por bombeirodedeus às 19:39

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

as minhas fotos

links

subscrever feeds